Artigo

Generalização – artigo do desembargador aposentado Byron Frota

28 de novembro de 2017 Visualizada 42 vez(es).

Os artigos publicados no site da Associação Cearense de Magistrados (ACM) são de inteira responsabilidade de seus autores. As opiniões neles emitidas não exprimem, necessariamente, o ponto de vista da entidade.

O funcionalismo público é apenas parcela da população, mas é responsável por assistir toda a sociedade, proporcionando-lhe serviços essenciais, tais como saúde, educação e segurança e, ultimamente, presenteando-a com o maior combate à corrupção jamais visto no País.

Não obstante, tem recebido, por parte de segmentos empresariais e até da imprensa, tratamento hostil, que lhe imputam a pecha de privilegiado e inoperante, quando, se mais não realiza, é por falta de condições materiais, resultante de congelamento de verbas de custeio e de remuneração de seus agentes.

Basta uma desembargadora inativa pretender acumular aposentadoria com vencimento de ministra, do que discordo, para se tentar estigmatizar os servidores em geral, o Judiciário e o Ministério Público, em particular, como o fez um dos editoriais de respeitável jornal paulista.

A matéria usa a infeliz atitude de pessoa oriunda da magistratura, da qual discordo, para atingir duas das mais respeitáveis instituições nacionais, afirmando: “que no Executivo, os controles se mostram mais rígidos”, o que não é exato, vez que a pretensão de Luislinda tinha precedente nas situações de Eliseu Padilha e Moreira Franco, seus colegas de ministério, deputados aposentados, os quais percebem além do teto constitucional.

Funções relevantes devem ser justas e bem remuneradas, até para que não lancem mão de rendimentos além teto. A generalização é indevida e, no momento, referido Poder, com honrosas exceções, não serve de modelo para o zelo das finanças públicas, conforme é do amplo conhecimento da sociedade, a qual clama por sua moralização.

Byron Frota. Magistrado

Associação Cearense de Magistrados
Av. Santos Dumont, 2626 - Ed. Plaza Tower - Aldeota
Salas 1307 a 1311 - Cep: 60150-161
Tel/Fax: (85) 3264-8288
acmag@acmag.org.br