REFORÇO

Grupo de Auxílio pesquisará antecedentes criminais para agilizar audiências de custódia

18 de janeiro de 2016 Visualizada 229 vez(es).

salas para mediaçãoO Grupo de Auxílio para Redução do Congestionamento de Processos Judiciais de Fortaleza designou 22 servidores para reforçarem as pesquisas de antecedentes criminais. A equipe é formada por integrantes do Grupo que atuam na área criminal. O assunto foi tratado nesta sexta-feira (15/01), durante reunião em auditório do Fórum Clóvis Beviláqua.

A força-tarefa começará na próxima segunda-feira (18/01), junto à Central de Apoio à Área Criminal (CIAAC), seguindo até o dia 12 de fevereiro. A medida foi solicitada pelo diretor do Fórum, juiz José Maria dos Santos Sales, à coordenadora do Grupo de Auxílio, juíza Adayde Monteiro Pimentel. “Queremos agilizar as audiências de custódias, que necessitam de celeridade nesse tipo de pesquisa para serem realizadas”, ressaltou o magistrado.

Na ocasião, a coordenadora da equipe explicou as diretrizes do trabalho e esclareceu dúvidas. A juíza destacou que (também na segunda-feira) haverá, na Seção de Capacitação do Fórum, um treinamento sobre as pesquisas, utilizando os meios eletrônicos do Poder Judiciário. São eles: Sistemas de Automação da Justiça (SAJ) de Primeiro Grau e de Segundo Grau e Sistema Processual (SPROC). O curso será ministrado por servidor da CIAAC.

Atualmente, as pesquisas de antecedentes criminais são realizadas pela CIAAC, que une Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) e as secretarias estaduais da Justiça e Cidadania e da Segurança Pública e Defesa Social. Em funcionamento no Fórum, a CIAAC oferece um serviço integrado para intercâmbio de informações relacionadas à área criminal.

Fonte: TJCE

Associação Cearense de Magistrados
Av. Santos Dumont, 2626 - Ed. Plaza Tower - Aldeota
Salas 1307 a 1311 - Cep: 60150-161
Tel/Fax: (85) 3264-8288
[email protected]