Almoço dos Aniversariantes de novembro tem música dedicada à magistratura

27 de novembro de 2019 Visualizada 79 vez(es).

Os aniversários de novembro foram celebrados nesta quarta-feira (27), com direito à poesia de Mário Quintana e à canção composta em homenagem à magistratura.

Promovido pela Associação Cearense de Magistrados e realizado no Café dos Magistrados (Fórum Clóvis Beviláqua), o Almoço dos Aniversariantes deste mês, foi conduzido pelas juízas Francy Farias (coordenadora do espaço) e Joriza Pinheiro (diretora de Comunicação Social da ACM).

Após a apresentação do nome dos associados nascidos em novembro, foi passada a palavra ao juiz de direito Maurício Fernandes Gomes.

O magistrado citou versos do poema “O tempo”, de Mário Quintana, como contraponto a ideia de se deixar algo para fazer depois. “Quando se vê, já são seis horas! Quando se vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal… Quando se vê, já terminou o ano… Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos”, reflete o trecho lido.

Ele ainda cantou e tocou música de própria autoria, intitulada “Eu confio na Magistratura” em que exalta o exercício da atividade dos magistrados, o papel desempenhado junto à sociedade e as ameaças que a carreira sofre.

“E apesar dessa pintura distorcida, bem escura. Ela com desenvoltura faz, enfim, sua luz brilhar. Revelando a toda altura, sua plena envergadura. Para cada criatura poder nela confiar”, foram algumas das estrofes apresentadas ao público (confira versão na íntegra abaixo).

“EU CONFIO NA MAGISTRATURA”:
Maurício Fernandes Gomes

Fazendo jus à sua jura,
de atender quem lhe procura,
Segue a Magistratura com bravura em prol da paz.

E mesmo sem estrutura,
sob a dura e vã censura,
Vai mostrando que é madura, é segura e é capaz.

E a despeito da loucura de tanta propositura
Que põe a judicatura na clausura do labor,
Ela usa a armadura da justiça e não descura
De cumprir sua ventura e defender o seu valor.

Dela muito se augura, com secura, o fim e a cura
Da maldade e da amargura que atura o cidadão,
Mas este não mensura o quanto vale essa postura
De livrá-lo da tortura, da ameaça ou da lesão.

E apesar dessa pintura, distorcida, bem escura,
Ela, com desenvoltura, faz, enfim, sua luz brilhar,
Revelando a toda altura sua plena envergadura
Para cada criatura poder nela confiar.

Presenteados

O Almoço dos Aniversariantes de Novembro teve alusão ainda à campanha de combate ao câncer de próstata, simbolizada visualmente pela decoração em azul. Como acontece a cada mês, foram sorteados um presente feminino e um masculino para os aniversariantes presentes.

A juíza de direito Suyane Macedo de Lucena, vencedora do sorteio feito para as mulheres, usou palavras de gratidão para falar sobre o início do novo ciclo natalício e destacou a importância do evento de confraternização promovido mensalmente pela ACM. “Acho bem importante esse momento que a associação tem, junto aos magistrados de comemorar com os aniversariantes por promover essa convivência, ainda que mensal. É muito bom a gente estar se encontrando e se confraternizando, seja por qual motivo for”, ressaltou.

Já o juiz de direito Josias Nunes Vidal, que foi sorteado entre os homens, também teve a oportunidade de fazer um discurso em nome de todos os aniversariantes. “Mais um ano é muito bom sinal. Sinal de que estamos amadurecendo, cada dia mais. Principalmente para nós, juízes, mais amadurecimento traz sentenças melhores e mais pesquisadas, nessa árdua missão de julgar”, exaltou.

Os outros aniversariantes de novembro que compareceram ao Almoço foram os seguintes magistrados: Desª Marlúcia de Araújo Bezerra, Antonio Carlos Pinheiro Klein Filho, Henrique Lacerda de Vasconcelos, Michel Pinheiro e Natália Almino Gondim.

Associação Cearense de Magistrados
Av. Santos Dumont, 2626 - Ed. Plaza Tower - Aldeota
Salas 1307 a 1311 - Cep: 60150-161
Tel/Fax: (85) 3264-8288
[email protected]