FORÇA-TAREFA

Juízes do Ceará julgaram 122 crimes contra a vida

6 de julho de 2017 Visualizada 689 vez(es).

No período de 26 a 30 de junho, juízes do Estado do Ceará concentraram esforços para julgar ações penais de crimes dolosos contra a vida – relacionados a homicídio, infanticídio, incitação ao suicídio e aborto. Ao todo, foram realizados 122 julgamentos pelos juízes das 1ª, 2ª, 3ª, 4ª e 5ª varas do júri de Fortaleza e de 65 comarcas do interior. Foi no que consistiu a II Semana Estadual do Júri do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJCE).

Conforme juízes que participaram, iniciativas dessa natureza visam dar maior celeridade aos processos, otimizando a prestação jurisdicional. De acordo com o juiz auxiliar das 2ª e 4ª varas do júri de Fortaleza, Edson Feitosa, a Semana é importante “para a atualização do número de julgamentos, reduzindo o passivo de processos, no intuito de oferecer uma resposta o mais breve possível para a sociedade”.

O juiz da comarca de Quixadá, Welithon Mesquita, afirma que ações como essa refletem diretamente na credibilidade do judiciário junto à sociedade. “Com o julgamento, a população percebe o trabalho que está sendo realizado pelos magistrados”.

A força-tarefa priorizou os processos de réus presos e com denúncia recebida até 31 de dezembro de 2012, conforme meta da Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp).

Na capital, foram promovidas 23 sessões e 27 réus foram julgados.  No interior, mais da metade das comarcas participantes realizaram 100% das sessões de julgamentos programadas. Destacando-se Quixadá, que promoveu sete sessões, Mombaça, seis, Crato, Pacatuba e Quixeramobim promoveram cinco julgamentos. Já Pedra Branca, Trairi e Caucaia realizaram quatro sessões.

Com informações do TJCE.

 

Imagem via

Associação Cearense de Magistrados
Av. Santos Dumont, 2626 - Ed. Plaza Tower - Aldeota
Salas 1307 a 1311 - Cep: 60150-161
Tel/Fax: (85) 3264-8288
acmag@acmag.org.br