JUSTIÇA EM NÚMEROS

Ceará é o segundo do País em redução no acervo de processos

24 de setembro de 2015 Visualizada 769 vez(es).

TJCE_nomeO Judiciário cearense ficou em segundo lugar, entre os tribunais estaduais do País, na redução do estoque de processos pendentes de anos anteriores. A estatística é referente ao período de 2014, e foi publicada no relatório Justiça em Números, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Segundo o documento, o Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) obteve 143,1% no Índice de Atendimento à Demanda (IAD). O indicador mede a relação de processos que ingressaram durante o ano e a quantidade que foi baixada no mesmo período. Quando a porcentagem é superior a 100%, significa que o tribunal reduziu o acervo para o ano seguinte, pois baixou mais do que ingressou, diminuindo o estoque existente. À frente do Ceará, somente o Tribunal de Justiça do Pará, que ficou com 152,9%.

O relatório também apontou aumento na média de julgamentos por magistrado no Estado. Em 2013, o Ceará teve a média de 719 julgamentos por juiz. Já no ano de 2014 saltou para 825, representando um crescimento de 14,7%.

Outro destaque foi a obtenção de 95% na comparação entre a quantidade de julgamentos e de processos novos no ano. Com esse resultado, o TJCE teve aumento de 20 pontos percentuais em relação a 2013, quando ficou com 75% no mesmo índice.

JUSTIÇA EM NÚMEROS
O documento é publicado anualmente pelo Conselho Nacional de Justiça e reúne informações da Justiça Estadual, do Trabalho, Federal, Eleitoral, Militar e de tribunais superiores. A edição 2015 foi publicada no último dia 15 e é organizada pelo Departamento de Pesquisa Judiciária do CNJ.
Fonte: TJCE

Associação Cearense de Magistrados
Av. Santos Dumont, 2626 - Ed. Plaza Tower - Aldeota
Salas 1307 a 1311 - Cep: 60150-161
Tel/Fax: (85) 3264-8288
acmag@acmag.org.br